ITAPEMA (47) 9 8859-5353 (51) 9 8435-7735
Venda
Aluguel
Temporada
Ligamos para Você
Nossa politica de privacidade e cookies Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência na navegação.
Você pode alterar suas configurações de cookies através do seu navegador.
BIKASA
BIKASA
Telefones para Contato

Busca de Imóveis

Selecione os critérios de busca nos campos abaixo e encontre seu imóvel dos sonhos

Caixa vai reduzir juros de financiamento imobiliário

Caixa vai reduzir juros de financiamento imobiliário
Publicado em 14/Set/2021

“A Caixa vai reduzir os juros. Não está aumentando a Selic? Então a Caixa Econômica Federal, com o lucro que nunca teve, sem roubar, vai diminuir os juros da casa própria”, justificou Pedro Guimarães, que participava do lançamento do programa Habite Seguro, que concederá subsídios a policiais na compra do primeiro imóvel.

Ele afirmou que a Caixa só é capaz de colocar em prática esse tipo de atitude porque o banco, agora, não tem, segundo ele, desvios de dinheiro "como nos governos anteriores". “Como fazer esse programa há dez anos, quando a Caixa estava com balanço frágil?”, disse, referindo-se ao Habite Seguro.

Guimarães afirmou ainda que a estatal era o quarto banco em crédito imobiliário quando iniciou o governo, o que é incompatível com seu status de “banco da habitação”. “Como que o banco da habitação estava em quarto? A resposta é simples: não tinha capital, tinham levado o capital da Caixa. O balanço estava com ressalvas desde 2016 e em um trimestre revertemos isso”, justificou.

Apesar de o evento ter sido voltado para os agentes de segurança pública, a diminuição nas taxas de juros feita por Guimarães deverá valer para todos os públicos.

Movimento inesperado

O movimento é inesperado, já que há uma tendência de alta na taxa básica de juros – que serve de base para empréstimos, financiamentos e diversas atividades da economia. Em agosto, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) decidiu, pela quarta vez seguida, por aumentar a Selic, que atualmente está em 5,25%.

Segundo projeções de analistas ouvidos pelo BC para o Boletim Focus, espera-se que a taxa básica de juros suba mais até o fim de 2021 e encerre o ano em 8%. Há quatro semanas, a projeção era de 7,5%, mas a expectativa é cada vez mais alta à medida que a inflação avança.

Fonte: Fonte: Correio Braziliense